Home Página Inicial > Notícias > TRENSURB IRÁ OFERECER ESTRUTURA NECESSÁRIA À OPERAÇÃO NORMAL DO METRÔ NA SEXTA-FEIRA (29)

TRENSURB IRÁ OFERECER ESTRUTURA NECESSÁRIA À OPERAÇÃO NORMAL DO METRÔ NA SEXTA-FEIRA (29)

26.11.2013

Em caso de adesão dos trabalhadores à paralisação convocada pelo Sindimetrô, a empresa buscará, junto ao MPT, funcionamento nos horários de pico.

A Trensurb informa que irá oferecer toda a estrutura necessária para que a operação do metrô seja normal na próxima sexta-feira (29). Em caso de adesão dos trabalhadores à paralisação convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do Estado do Rio Grande do Sul (Sindimetrô-RS), a empresa não medirá esforços para garantir à população, por meio de intervenção do Ministério Público do Trabalho, que o metrô funcione pelo menos nos horários de pico.

Reajuste do plano de saúde

O que o Sindimetrô contesta é o reajuste do valor do plano de saúde dos empregados por parte da prestadora de serviço Unimed. É importante frisar que se trata de uma questão de mercado, sobre a qual a Trensurb não tem ingerência.

A empresa não mediu esforços para buscar a solução mais vantajosa possível para os empregados, no entanto, o valor praticado anteriormente – de R$ 212,24 (com participação da empresa de 50% e fator moderador de consulta de R$ 22,40) – estava muito abaixo do valor de mercado, o que tornaria um reajuste menor impraticável pela prestadora. A Unimed alegou que a receita gerada pelo contrato com a empresa não foi suficiente nem ao menos para a cobertura do custo total de procedimentos e estrutura utilizados. Desse modo, a condição para a prorrogação do contrato atual até a conclusão de uma nova licitação de plano de saúde, era esse reajuste. A alternativa seria o encerramento do contrato e a suspensão dos serviços por parte da Unimed.

Com o reajuste de 45%, o valor das mensalidades chegou a R$ 307,74. A participação da Trensurb segue sendo de 50%, o que significa que o valor pago mensalmente pelo empregado é de R$ 153,87. O fator moderador continua sendo de R$ 22,40.

Buscando oferecer mais opções aos beneficiados, o novo processo licitatório, já em curso, prevê a possibilidade de escolha entre dois planos diferentes: um, completo, similar ao atual; outro, com valor de até dois terços do plano completo. Além disso, a Trensurb compromete-se a estudar outras formas de adequar os planos de saúde à realidade dos trabalhadores, como a possiblidade de cobrança de mensalidades diferenciadas baseadas em faixa salarial ou faixa etária.

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 512paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=3919&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000