Home Página Inicial > Notícias > TRENSURB PROMOVE SEMINÁRIO DE ÉTICA

TRENSURB PROMOVE SEMINÁRIO DE ÉTICA

27.11.2015

Integrante da Comissão de Ética Pública, órgão ligado à Presidência da República, ministrou palestra para 130 empregados da Trensurb.

Na manhã desta sexta-feira (27), 130 empregados da Trensurb participaram de seminário sobre ética que contou com palestra do advogado e consultor jurídico Marcelo Figueiredo, integrante da Comissão de Ética Pública da Presidência da República.

Na abertura da atividade realizada nas instalações do SEST/SENAT, o diretor-presidente Humberto Kasper destacou a necessidade das organizações incorporarem nos seus processos de gestão mecanismos que coloquem a ética como princípio e conduta de empregados, parceiros e comunidade. Trata-se, segundo Kasper, de uma iniciativa para qualificar e tornar mais transparente a gestão.

A seguir, a gerente de Planejamento, Márcia Zorn, apresentou a contextualização e o histórico da implantação do módulo de ética na Trensurb, além de fornecer informações a respeito do código de ética da empresa e da eleição da sua comissão de ética. O processo que levou à criação do código teve início em 2010, quando a Controladoria-Geral da União (CGU) orientou a empresa a elaborá-lo e implantá-lo. Em 2012, foi constituído grupo de trabalho para criá-lo e, em setembro de 2013, sua primeira edição foi aprovada. Em julho deste ano, a versão final do código de ética foi aprovada pelo Conselho de Administração da empresa após ajustes realizados sob orientação da Comissão de Ética Pública. A comissão de ética a ser eleita em breve tem como objetivo trabalhar com a gestão da ética no ambiente empresarial. Ela será composta por três membros titulares e outros três suplentes.

Na palestra de hoje, Marcelo Figueiredo falou que há uma tendência em se pensar na ética e na moral em um campo subjetivo, à parte do direito e das normas. No entanto, hoje, está se quebrando esse paradigma e utilizando-se valores objetivos para nortear a atuação de órgãos como a Comissão de Ética Pública, da qual faz parte. “Hoje, a moralidade pública e a ética tendem a incorporar o direito”, explicou. Segundo Figueiredo, a Comissão de Ética é mais um mecanismo – como a CGU ou os poderes judiciário e legislativo – de controle da administração pública. Entretanto, cada um desses entes tem uma esfera de atuação diferente. As comissões de ética, conforme o palestrante, buscam analisar a relação entre servidores e dos servidores com o privado, atuando como órgãos consultivos, sem preocupação em punir. “A comissão de ética procura evitar o comportamento antiético”, afirmou Figueiredo. “Funciona como baliza, orientação do comportamento do servidor”, completou.

Figueiredo apresentou ainda a Nota de Orientação nº 1 da Comissão de Ética Pública, que trata de situações de conflito de interesses, tema da maioria das consultas feitas ao órgão no qual atua. O palestrante deu exemplos de situações de conflito entre interesses públicos e privados, falou do uso indevido de informações privilegiadas e do período de “quarentena” a que eventualmente devem se submeter servidores que deixam o setor público para atuar no privado. Por fim, Figueiredo ainda esclareceu algumas dúvidas dos presentes quanto ao tema.

No encerramento do seminário, o diretor-presidente Kasper lembrou que, além de estar implantando seu módulo de ética, a Trensurb busca outras possibilidades de melhoria para a gestão, como o estabelecimento de estrutura interna responsável pela integridade/compliance. “Isso vai fazer parte da revisão do modelo de gestão”, afirmou. Kasper agradeceu, ainda, ao palestrante e aos presentes pela participação.

Foto: Lucas Quadros/Trensurb

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 501paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=4522&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000