Home Página Inicial > Notícias > ARTE NOS TRILHOS 2015 PROMOVE SEMANA DE MÚSICA BRASILEIRA NA ESTAÇÃO MERCADO DA TRENSURB

ARTE NOS TRILHOS 2015 PROMOVE SEMANA DE MÚSICA BRASILEIRA NA ESTAÇÃO MERCADO DA TRENSURB

09.12.2015

De 14 a 18 de dezembro, sempre às 17h, Antonio Villeroy, Os Remanescentes, Dudu Sperb e Toneco da Costa, Quinteto Persch e Angela Diel apresentam-se na estação terminal do metrô em Porto Alegre. A série de shows encerra a programação alusiva aos 30 anos da empresa, completados em março.

A terceira semana do mês de dezembro será marcada por música na Estação Mercado da Trensurb. Trata-se do projeto Arte nos Trilhos, que todos os anos traz apresentações artísticas aos milhares de usuários do metrô. Do dia 14 ao dia 18, cinco atrações apresentam-se no espaço cultural localizado no saguão da estação, sempre às 17h. Nesta edição, o tema é a música brasileira e a série de shows encerra a programação alusiva aos 30 anos da empresa metroviária completados em março.

Música brasileira em destaque

“Temos buscado apresentar em todos esses anos, quando o projeto foca na música, a brasileira. A MPB precisa disputar espaço com outros gêneros nas rádios e mídias em geral. Com o Arte nos Trilhos, há uma oportunidade de encontro, portanto, entre o artista brasileiro e os usuários do metrô”, ressalta Jânio Ayres, gerente de Comunicação Integrada da Trensurb. No ano de 2014, que marcou o centenário de Dorival Caymmi e Lupicínio Rodrigues, a música brasileira também deu o tom do projeto, que trouxe homenagens aos artistas. Nas estações Mercado, Mathias Velho, Esteio, Sapucaia, São Leopoldo e Novo Hamburgo, o grupo leopoldense Buquezeiros Choro & Samba tocou alguns dos maiores sucessos dos compositores. O objetivo neste ano, mais uma vez, é de levar um momento de boa música ao público que circula pela Estação Mercado no horário das 17h.

Os artistas

Abrindo a semana artística na segunda-feira (14), o cantor e compositor Antonio Villeroy apresenta suas canções de MPB e divulga seu sétimo disco: Samboleria, acompanhado por Marquinhos Fê na bateria. Natural de São Gabriel, no interior do estado, e com mais de 20 anos de carreira, ele possui cerca de 150 composições gravadas por nomes como Gal Costa, Ivan Lins, Maria Bethânia, Maria Gadú e Seu Jorge. “Em 34 anos de carreira, já toquei em muitos espaços públicos, no Brasil e exterior. Talvez o metrô carregue consigo uma condição excepcional, do fato das pessoas estarem se deslocando e então carregarem consigo aqueles sons que acabaram de ouvir”, declara o artista.

Na terça-feira (15) é a vez do grupo leopoldense Os Remanescentes ecoar com muita música brasileira na Estação Mercado. Tocando de samba a bolero, o grupo é formado por Jorge (violão e vocal), Roberto (afoxé e vocal), Betinho (pandeiro e vocal), Camurça (cavaco, violão e vocal) e Carlinhos (baixo e vocal).

Seguindo a programação, na quarta-feira (16) a dupla Dudu Sperb (voz) e Toneco da Costa (violão) traz o espetáculo Mano a Mano. No repertório, canções de compositores como Armando Manzanero, Carlos Gardel, Chico Buarque, Caetano Veloso e Milton Nascimento. “Estou com boas expectativas sobre a apresentação, espero que o nosso som ajude as pessoas a escalarem esse dia mais facilmente, como diz uma canção”, diz Dudu, que já faz parcerias com Toneco há 12 anos.

O Quinteto Persch recentemente lançou o seu terceiro disco, intitulado Brasileiríssimo, que inclui obras de cinco compositores brasileiros: Toninho Ferraguti, Radamés Gnattali, Guerra-Peixe, Ernani Aguiar e Villa-Lobos. O grupo foi fundado em 1999 e toca música de câmara, isto é, quando a composição musical erudita é feita por poucos instrumentos em um grupo sem maestro. O quinteto de acordeons apresenta-se na quinta-feira (17).

Encerrando a semana, na sexta-feira (18), a meio-soprano Angela Diel traz A Canção Brasileira – Canto, Piano e Percussão, com o Fernando Rauber ao piano e Giovani Berti na percussão. Natural de Cruzeiro do Sul, ela cresceu em Porto Alegre, onde atua como solista em operas, oratórios, missas e cantatas com orquestras. Ela conta que atua há algum tempo com projetos que levam música erudita a ambientes não necessariamente artísticos. “Há um senso comum de disseminar que as pessoas não têm acesso à música clássica. Com as minhas apresentações, tento mudar isso. Fiquei muito animada com a iniciativa da Trensurb e estou feliz de levar esse tipo música aos usuários do metrô”, afirma Angela.

O projeto

Com patrocínio da Caixa Econômica Federal, o Arte nos Trilhos leva cultura e entretenimento aos usuários da Trensurb anualmente desde 2008 – com edições, também, entre 2000 e 2003. Sempre nos últimos meses do ano, diversos artistas apresentam-se nas estações, dando um tom diferenciado à rotina do metrô gaúcho.

Já participaram do projeto, nomes importantes da cultura gaúcha, como o cantor e compositor Bebeto Alves, o Grupo de Teatro Oigalê, a Orquestra de Flautas, Instituto Brasilidades, Gaspo Harmônica, Família Sarará, Karine Cunha, Karen Volkmann & Federico Trindade, Urbanus In Natura, Marcus Bentto, Canta Brasil, Zamba Ben, Brilho da Lata, grupo Teatro Ideia Ação, Companhia Atmosfera, entre tantos outros.

“A ideia de intervir nos espaços públicos e quebrar a rotina dos usuários do metrô é um desafio. Cada vez mais as pessoas estão com pressa, focadas em seus interesses e desligadas do que acontece no seu entorno; e, ao mesmo tempo, paradoxalmente, conectadas. Ou seja, há uma enorme dificuldade de se retomar o espaço público como um espaço de convivência e de troca de experiência”, comenta Jânio Ayres. Ele acredita que a arte, por ser universal, pode ser um canal entre as emoções de pessoas, trazendo para dentro da estação uma energia importante, vital para humanizar esses espaços.

#trensurb30anos

Há 30 anos, no dia 2 de março de 1985, a Linha 1 da Trensurb foi inaugurada em ato solene. Dois dias depois, o metrô abria definitivamente as suas portas à população com o início da operação comercial. De lá para cá, foram mais de 1,1 bilhão de passageiros transportados pela empresa, contribuindo no desafogamento do tráfego rodoviário, com consequente redução dos gastos de manutenção das vias públicas e do número de acidentes. E, ao utilizar energia limpa e renovável, a Trensurb promove ainda a redução da poluição ambiental. Em 2015, até o momento, foram transportados 54,18 milhões de usuários, uma média de 191.698 passageiros por dia útil.

A fim de comemorar os 30 anos de transporte qualificado e seguro, com tarifa subsidiada, a empresa promoveu durante o ano atividades comemorativas junto à comunidade nos seis municípios atendidos pela Linha 1: bolo de aniversário em cada um dos municípios, a exposição fotográfica Trabalho da Noturna, do artista Carlos Latuff, na Galeria Mario Quintana; exposição Entre Linhas e Painéis, na Biblioteca Livros sobre Trilhos,  do artista Alexandre Maia e Pádua; e festa VooDoo nos Trilhos, promovida em parceria com a Groove Cultural, com a discotecagem de KL Jay, DJ do grupo de rap Racionais MC’s.


Serviço

O quê: projeto Arte nos Trilhos 2015.
Onde: saguão da Estação Mercado.
Quando: de 14 a 18 de dezembro, com apresentações a partir das 17h.
Quanto: grátis.

Atrações:
14/12 - Antonio Villeroy - Samboleria
15/12 - Os Remanescentes - Roda de Samba
16/12 - Dudu Sperb e Toneco da Costa - Mano a Mano
17/12 - Quinteto Persch - Brasileiríssimo
18/12 - Angela Diel - A Canção Brasileira - Canto, Piano e Percussão

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 489paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=4533&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000