Home Página Inicial > Notícias > A arte do Graffiti embarca no metrô

A arte do Graffiti embarca no metrô

11.11.2005

Sete grafiteiros, entre os quais <i>Os Gêmeos</i>, assinam a obra de arte do trem 124 da Trensurb que será lançado ao público dia 17.

"Os irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo, 31 anos, apresentaram hoje (11) para a direção da Trensurb, os 50 adolescentes do Programa Estação Educar e 11 grafiteiros da Capital, a primeira etapa do Projeto Identidade de Rua, promovido pelo Instituto Trocando Idéia Tecnologia Social, localizado no bairro Morro da Cruz, em Porto Alegre. A dupla de irmãos, que assina as pinturas como ""Os Gêmeos"", ganhou fama internacional devido a técnica, o estilo e as mensagens que passam através do graffiti. Ao contrário da maioria dos grafiteiros espalhados por todo o mundo, os Gêmeos não seguiram a técnica do graffiti americano, que tem como característica o uso de letras (Grafia). Eles optaram por desenhos, usando as cores amarelo e vermelho.
Na Trensurb, os Gêmeos estão grafitando o trem 124, que será entregue à população à meia-noite de 17 de novembro durante uma festa-show com Dj""s e rappers de São Paulo e Rio Grande do Sul, na Estação Mercado. O trem 124 além de grafitado pelos Gêmeos, conta também com oito painéis pintados pelos grafiteiros paulistas Nina, Ise, Nunca e Coió e o gaúcho Trampo. De acordo com o grupo, ""a novidade causará impacto na população, ao ver pinturas andando sobre trilhos"". Segundo eles, ""a Trensurb é o primeiro metrô brasileiro a apoiar a arte urbana"". Apenas quatro países têm trens grafitados oficialmente, através de projetos culturais, a Polônia, a Alemanha, Cuba e o Brasil. O único país que os Gêmeos não desenvolveram a pintura foi na Polônia. No Brasil, eles participaram de uma ação semelhante no ano passado, em São Paulo, quando a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), convidou-os a pintar vagões e túneis de acesso em diversas estações.
Para grafitar o trem 126 da Trensurb, os sete artistas usarão 1.200 latas de tinta spray Colorgin Arts, desenvolvida especialmente no Brasil graças as orientações e testes realizados pelos Gêmeos. No próximo domingo, dia 13 de novembro, eles terminam a pintura na Trensurb e embarcam para Berlim, a convite do Governo.
No exterior, Os Gêmeos têm murais espalhados por ruas e galerias de Londres, Paris, Milão, Tóquio, Los Angeles, Nova York, Berlim, Havana, Hong Kong e Atenas. A Nike acaba de lançar um tênis desenhado por eles, e o jornal ""The New York Times"" publicou reportagem elogiando a dupla e afirmando que suas obras podem valer até US$ 15 mil (R$ 34,2 mil) nos Estados Unidos.
Projeto Identidade de Rua e Biblioteca Preto Ghóez
O Projeto Identidade de Rua surgiu a partir de um grupo de jovens da cultura hip hop - na qual o graffiti está inserido -, tendo como público alvo crianças e adolescentes em situação de risco, com idades entre sete e 24 anos, com o objetivo de dialogar com a juventude residente nas periferias das cidades. Além disso, mostrar a arte do graffiti, a street art, que está fora dos espaços tradicionais de arte urbana, mas ganha cada vez mais as ruas e suportes inusitados, como caixas d""água e tubos de gás central dos edifícios.
A primeira biblioteca do Morro da Cruz foi a Preto Ghóez, através do Projeto Identidade de Rua, tendo como padrinhos os graffiteiros ""Os Gêmeos"" e o rapper Thaide. Com um acervo de gibis, fanzine, vídeos e CDs, os agentes culturais da biblioteca têm como missão estimular a leitura e a produção cultural dos jovens, realizando oficinas de fanzine e papel reciclado. Também está sendo criado um acervo especial de livros de arte, em especial aqueles que têm o graffiti como tema."

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 492paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=507&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000