Home Página Inicial > Notícias > ESTAÇÃO SÃO LEOPOLDO RECEBE EXPOSIÇÃO PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

ESTAÇÃO SÃO LEOPOLDO RECEBE EXPOSIÇÃO PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

26.11.2018

No local nesta segunda (26) e terça-feira, exposição itinerante “Nem tão doce lar” é parte das ações da campanha internacional 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

Hoje (26) e amanhã, a Estação São Leopoldo da Trensurb recebe a exposição itinerante e interativa Nem tão doce lar, que utiliza uma metodologia de intervenção coletiva buscando a superação da violência familiar. A mostra, parte das ações da campanha internacional 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, fica no saguão principal da estação das 8h30 às 12h30 e das 14h às 21h. A iniciativa é do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de São Leopoldo em parceria com a Fundação Luterana de Diaconia, Programa de Gênero e Religião das Faculdades EST e a comissão interna, da Trensurb, do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, iniciativa do governo federal.
 
Facilitador da exposição pela Fundação Luterana, Rogério Aguiar explica que a campanha dos 16 Dias de Ativismo “ocorre em mais de 150 países, sendo que no Brasil ela inicia no dia 20 e vai até o dia 10 de dezembro que é o Dia Mundial dos Direitos Humanos”. Normalmente iniciada no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, a campanha ganha cinco dias adicionais no Brasil, começando no Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.
 
Nem tão doce lar busca popularizar a discussão e o enfrentamento da violência doméstica e familiar, na perspectiva da efetivação de políticas públicas, constituição de redes de apoio e empoderamento de grupos de mulheres. A exposição leva ao espaço público uma típica casa familiar, com informações e imagens que denunciam a violência sofrida por mulheres, crianças e jovens. “A Fundação Luterana realiza essa exposição desde 2006, que foi o mesmo ano que foi promulgada a Lei Maria da Penha. Várias outras atividades ainda vão acontecer além da exposição aqui na Estação São Leopoldo”, afirma Rogério. “Nós já estivemos aqui em 2009, realizando essa mesma campanha e pensamos que já era a hora de voltarmos para cá com essa temática que é tão importante para a conscientização das pessoas, de que a violência contra as mulheres é mais comum do que aparenta e que ela deve ser combatida. Junto a essa exposição nós passamos a elas os números que fazem o acolhimento da vítima”, relata.
 
Usuária do metrô, Daniele Fontela parou para ver a exposição na Estação São Leopoldo. “Já passei por esse tipo de violência e me identifico com os cenários expostos aqui”, afirmou. “As mulheres não podem ter medo de buscar ajuda e essa exposição está chamando a atenção pra isso. O fato de ela estar em um local onde passam bastantes pessoas é muito legal também", completa.
 
Transformar para Paz
 
Nesta segunda-feira, das 17h às 20h, o saguão da Estação São Leopoldo também recebe ação do projeto Transformar para Paz, da associação Serviço de Paz (Serpaz), em alusão à campanha dos 16 Dias de Ativismo. Voluntários oferecem abraços aos usuários do metrô ao som de música ao vivo apresentada pela escola de música Luarte, distribuindo também folders com informações sobre o Transformar para Paz e contatos da rede de atendimento e apoio a vítimas de violência.
 
Foto: Gabrielli Zanfran/Trensurb

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 477paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=5240&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000