Home Página Inicial > Notícias > Ministro das Cidades entrega 261 casas em São Leopoldo e encerra Programa Estação Educar da Trensurb

Ministro das Cidades entrega 261 casas em São Leopoldo e encerra Programa Estação Educar da Trensurb

21.12.2005

Márcio Fortes de Almeida visitou trecho da expansão da Trensurb até Novo Hamburgo e, na Feevale, ouviu pedido para a conclusão da obra.

Com a participação na cerimônia de encerramento do Programa Estação Educar 2005 da Trensurb, acompanhado da direção da empresa, o ministro das Cidades, Márcio Fortes de Almeida, concluiu hoje, quarta-feira, às 17h30min, a agenda que manteve durante todo o dia em Porto Alegre, Novo Hamburgo e São Leopoldo. A turma de 38 adolescentes recebeu o certificado do Curso de Iniciação Profissional. Durante um ano, eles atuaram em contato com profissionais dos diversos setores da empresa.
O ministro participou pela manhã da reunião do Conselho de Administração da Trensurb, do qual é o presidente, seguindo para a Federação de Estabelecimentos de Ensino Superior (Feevale), em Novo Hamburgo, onde almoçou e ouviu reivindicações da reitoria e representantes da comunidade. Às 14h, conheceu o trecho de 9,3 quilômetros de extensão da Linha 1 da Trensurb, entre São Leopoldo e Novo Hamburgo. Em São Leopoldo, entregou 251 casas populares, construídas com recursos do Governo Federal em apoio ao do Programa Construir, da Prefeitura Municipal.

NA FEEVALE
Antes do almoço na Feevale, Márcio Fortes ouviu reivindicações da comunidade de Novo Hamburgo pela conclusão da extensão da Linha 1 da Trensurb até Novo Hamburgo. Participaram do encontro o prefeito em exercício, Raul Cássel; o diretor-presidente da Trensurb, Marco Arildo Prates da Cunha; o reitor Ramin Cunha; e o vereador e presidente da Comissão Pró-Trensurb da Câmara de Vereadores, Ralfe Cardoso. Ralfe fez um relato da " luta da comunidade para garantir a extensão da Linha 1, que é uma reivindicação dos trabalhadores e estudantes". Cassel disse que "a vinda do trem até aqui é essencial para o desenvolvimento da cidade". Cunha afirmou que "a BR-116 está esgotada e os congestionamentos se repetem a toda hora, logo A Trensurb é solução.".
O ministro destacou que a realização da obra depende da decisão soberana do Tribunal de Contas da União e que a bancada gaúcha se comprometeu a encaminhar emenda de R$ 200 milhões para o orçamento 2006. "Estamos mantendo conversações com os ministros do TCU, para convencê-los da importância social da obra, já que não podemos discutir as questões de mérito", disse Márcio Fortes.
Marco Arildo disse que a Trensurb aguarda o parecer do TCU sobre o reestudo apresentado pela empresa e também o julgamento de uma ação civil pública na Justiça Federal, mas tem esperança que "logo que for liberado pelo TCU, a questão também será resolvida na Justiça.". O processo encontra-se no TCU desde 2001.

EM SÃO LEOPOLDO
Em São Leopoldo, acompanhado do prefeito Ary Vanazzi, Márcio Fortes entregou 261 casas construídas por meio do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PSH), do Ministério das Cidades. No Bairro Rio do Sinos, foram entregues 150 moradias, com investimento de R$ 900 mil do Governo Federal. Vanazzi disse que "estamos investindo em moradias populares, depois de 25 anos que não se fazia nada no município.".
O representante do Movimento Nacional de de Luta por Moradia (MNLM), Mauro Nunes da Silva, salientou que "estas casas significam muito mais que uma casa. São o primeiro endereço para muitas destas famílias".
No Loteamento Tancredo Neves, foram concluídas 111 casas com financiamento de R$ 535 mil do Ministério das Cidades e mais R$ 298 mil divididos entre a Prefeitura e o Governo do Estado.
O ministro visitou a casa onde Elizete Azevedo da Silva já está morando com três dos seus cinco filhos, na Quadra U, Rua 5, Casa 10. "Depois que eu vim para cá - ela morava numa zona de risco - até as doenças dos meus filhos desaparaceram", disse Elizete a Márcio Fortes.
O ministro pediu aos moradores que "cuidem bem das suas casas novas, o seu novo lar, onde seus filhos terão melhores condições para estudar. Salientou que "esta é uma promessa do Presidente Lula e está sendo cumprida" e pediu, à Prefeitura, que encaminhe projetos para a construção de ginásios de esportes nas duas comunidades.
A construção de casas populares em São Leopoldo faz parte do Programa Construir, parceria da Prefeitura com o Governo Federal, cooperativas habitacionais e o Movimento Nacional de Luta pela Moradia. Desde o início do ano, o ministério já investiu R$ l bilhão no RS, sendo R$ 980 milhões em habitação.

ESTAÇÃO EDUCAR
No auditório da Trensurb, completamente lotado por parentes e amigos dos 38 Jovens Aprendizes que encerrraram hoje, 21, suas atividades no Programa Estação Educar 2005, foram entregues os certificados de conclusão do curso. A oradora da turma, Dienifer San Martin, deixou seu recado a todos: "Gritem pela Paz, mas não se esqueçam do amor".
O diretor-presidente da Trensurb, Marco Arildo Prates da Cunha, disse que "esse é um programa que nos orgulha muito. Criamos uma equipe que proporcionou aos jovens o que é noção de trabalho. Hoje vocês saem daqui com muito mais conhecimento, e a minha esperança é que tenhamos ajudado vocês, jovens aprendizes, a serem mais cidadãos. Espero que em 2006, os formandos tenham uma grande oportunidade no mercado de trabalho".
O ministro Márcio Fortes fez ver aos alunos que "para vocês jovens não adianta só estudar. Tem que ter em quem se apoiar. E o importante é o primeiro passo, que estão tendo aqui na Trensurb. Porque trabalhar não é uma obrigação, tem que ser uma satisfação. Façam algo por vocês, que assim estarão fazendo pelo próximo".

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 494paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=535&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000