Home Página Inicial > Notícias > TRENSURB E INSTITUTO MARTIM PESCADOR MOSTRAM A TRAGÉDIA DO RIO DOS SINOS NA ESTAÇÃO SÃO LEOPOLDO

TRENSURB E INSTITUTO MARTIM PESCADOR MOSTRAM A TRAGÉDIA DO RIO DOS SINOS NA ESTAÇÃO SÃO LEOPOLDO

22.11.2006

A exposição traz uma composição com 350 fotos, painéis, textos explicativos e maquetes de toda a Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos e vai ficar até 5 de dezembro na estação.

O desastre ambiental ocorrido no dia 7 de outubro, no Rio dos Sinos, com suas imagens chocantes, está exposto na Estação São Leopoldo do metrô desde o dia 17 de novembro e vai até 5 de dezembro. A tragédia ocasionou a morte de mais de 1,5 milhão de peixes de 16 diferentes espécies. Hoje, quarta-feira, 22, a exposição foi aberta oficialmente, às 10h, pelo diretor de Administração e Finanças da Trensurb, Paulo Roberto Thimóteo; pelo presidente do Instituto Martim Pescador, Henrique Prieto, organizador da exposição, e pelo secretário do Meio Ambiente de São Leopoldo, Darci Zanini.

A exposição traz uma composição com 350 fotos, painéis, textos explicativos e maquetes de toda a Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos. A intenção é mostrar como era o rio desde a época das colonizações até o dia da tragédia. Além das fotos, há no local dois aquários com oito espécies de peixes que sobreviveram à tragédia.

A escolha da Estação São Leopoldo para a exposição foi devido a estrutura e porque a sede do instituto fica na cidade. O Instituto Martim Pescador foi criado para recuperar a Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos. Para Henrique Prieto, "a beleza ainda existe, a água cristalina. O rio é possível e saudável, o sonho não acabou". Além do desastre, o instituto está trabalhando no combate ao mexilhão dourado, que é uma praga e está começando a proliferar-se.

A exposição tem chamado a atenção da população, recebendo muitas visitas de escolas locais, como a Escola Pedro Schneider, que levou seus alunos do ensino médio. Para Jéssica Golowniczy, 17, "achei muito interessante. Não pensei que tinha toda essa dimensão. As pessoas não têm consciência sobre a natureza". O secretário do Meio Ambiente do município, acha "muito importante a exposição, pois trabalha a questão ambiental, infelizmente a partir de uma tragédia. A população precisa enxergar a importância do Rio dos Sinos, pois as autoridades não cuidaram do rio como ele merece.".

Com a exposição, a entidade divulga, junto à comunidade, a tragédia em toda a sua extensão, em busca de auxílio para continuar na sua luta por mais qualidade de vida na região. O ocorrido mobilizou entidades governamentais, estaduais e municipais, ambientalistas, Polícia Civil, comitê de bacia hidrográfica e voluntários. O instituto Martim Pescador possui um barco que navega pelas águas do Rio dos Sinos e deverá ser transformado em um barco-laboratório ainda neste mês de novembro. O instituto assinou no dia 20, convênio para este fim com o Serviço Municipal de Águas e Esgotos da Prefeitura de São Leopoldo. O barco-laboratório irá beneficiar o Rio dos Sinos, pois além de criar uma rotina de análises diárias, a rapidez das coletas será importante para reconhecer possíveis incidentes e suas causas serão descobertas com mais agilidade.

Imagens - Marco Antonio Filho

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 490paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=835&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000