Home Página Inicial > Notícias > LEITURAS A BORDO: ALCY CHEUICHE DECLAMA POETAS GAÚCHOS

LEITURAS A BORDO: ALCY CHEUICHE DECLAMA POETAS GAÚCHOS

28.09.2021

Um projeto da Trensurb, nova fase da Antologia Digital da Poesia Gaúcha destaca poetas do regionalismo. Novos vídeos serão lançados na quinta-feira (30).

Na próxima quinta-feira (30), Alcy Cheuiche dá início a mais uma quinzena de declamação de poesias pelo projeto Antologia Digital da Poesia Gaúcha, desenvolvido pela Trensurb por meio do Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos – a biblioteca do metrô. Desta vez, serão apresentados poemas de Aparício Silva Rillo, Élvio Vargas e João Vargas. Em nova fase, intitulada Leituras a Bordo, a Antologia destaca poetas ligados ao regionalismo, declamados por seus pares. Cheuiche irá declamar um poema de cada um dos três poetas em vídeos que poderão ser assistidos por meio do site e redes sociais da empresa (FacebookTwitterInstagram e YouTube) e da biblioteca (Facebook e Instagram). Os novos vídeos da Antologia Digital são divulgados quinzenalmente e também são veiculados nos monitores do Canal Você (presentes em trens e estações), um dos apoiadores do projeto. O projeto tem apoio ainda da Academia Rio-Grandense de Letras e do Instituto Estadual do Livro.
 
Formado em Veterinária pela UFRGS, Alcy Cheuiche nasceu em Pelotas, porém foi em Alegrete que aprendeu a ler e escrever, tornando-se entusiasta do campo. Ganhador do prêmio literário Ilha de Laytano com seu romance A Guerra dos Farrapos, escreveu também Na Garupa de Chronos, que lhe rendeu o Prêmio Açorianos de Crônicas 2001. Alcy também é membro vitalício da Academia Rio-Grandense de Letras e sócio fundador da Associação Gaúcha de Escritores. Em junho de 2020, participou de live da Trensurb sobre o impacto da pandemia na literatura. Para ele, a Antologia Digital é “uma iniciativa que valoriza a literatura gaúcha, que é uma das mais importantes da língua portuguesa”. Cheuiche considera que, na leitura da poesia, a postura cênica e os compassos dramáticos do declamador “são técnicas essenciais na arte de declamar e valorizar o poema”. O escritor afirma que “cada palavra, cada verso do poema deve ser declamado com a entonação de voz que a valorize e transmita a emoção do poeta. Evitar os exageros é o melhor conselho”.
 
Um dos poetas homenageados por Cheuiche na Antologia Digital é Élvio Vargas, assessor da Trensurb e curador do projeto. Segundo ele, a Antologia “contempla poetas, que, através de suas récitas, proporcionam ao grande público de nossas redes sociais uma amostragem da poesia aqui produzida”. Conforme Vargas, para essa nova fase, de Leituras a Bordo, “foram convidadas pessoas com excelente perfil de leitura, para lerem poemas de autores ligados ao regionalismo, alguns já falecidos e que deixaram grandes marcas neste estilo”.
 
Poetas homenageados
 
O poeta alegretense Élvio Vargas é autor de quatro livros, com participações em mais de cinquenta obras. Sua poesia virou tese de mestrado na PUC, em 2012, pela mestranda Daniela Damaris Neu, resultando na edição do livro O som da folha quando cai. Seu poema declamado por Alcy Cheuiche para a Antologia é intitulado Carmim.
 
Aparício Silva Rillo nasceu em Porto Alegre, mas desenvolveu toda sua trajetória em São Borja. Era poeta, compositor e letrista – parceiro de Luiz Carlos Borges, juntos classificaram-se e venceram vários festivais, entre eles a Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul. Seu poema escolhido para a Antologia Digital intitula-se Petiço Velho.
 
O alegretense João Vargas é considerado um dos maiores poetas do regionalismo. Autor de um único livro, intitulado Deixando a Querência, editado pelo extinto Grupo Habitasul e, mais tarde, também estudado em tese de mestrado. Nas palavras do escritor Mozart Pereira Soares, que assina a apresentação da obra do poeta, João Vargas tem uma poesia simples e bela, sem a contaminação intelectual de nenhum outro autor. Seu poema selecionado para a Antologia foi Gaudério.
 
Uma biblioteca no metrô
 
Criado e mantido pela Trensurb desde dezembro de 2008, o Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos conta com unidades nas estações Mercado e Novo Hamburgo do metrô. O horário de funcionamento da unidade Mercado é das 12h às 18h, nos dias úteis. A unidade Novo Hamburgo abre também nos dias úteis, das 14h às 18h. Ambas oferecem serviço gratuito de empréstimo de livros – seguindo os protocolos de segurança necessários em função da Covid-19. Ampliado somente por meio de doações, o acervo conta com 9 mil exemplares (dos quais cerca de 2 mil estão na unidade hamburguense), disponíveis gratuitamente para os mais de 7 mil associados. Para ter acesso a esse catálogo, basta associar-se, indo até uma das unidades e apresentando documento de identidade, CPF e comprovante de endereço.

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap_pai=96&codigo_sitemap=5894&sitemapPage=323456de 542paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap_pai=96&codigo_sitemap=5894&sitemapPage=5

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000